Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

segunda-feira, maio 14, 2012

RELATÓRIO DIÁRIO DE ECONOMIA E MERCADOS

RELATÓRIO DIÁRIO DE ECONOMIA E MERCADOS - Fonte Santander
São Paulo, 14 de maio de 2012

Hoje: BCB – Boletim Focus (11/mai) • Z. do Euro – Produção Industrial (mar/12)

Nesta edição:

BRASIL:
•Focus: novo piso para Selic
•Mercado de trabalho industrial em queda

MERCADOS:
•Bancos espanhóis estimulam cautela internacional


BRASIL

FOCUS: NOVO PISO PARA SELIC
Nesta semana, novamente, o destaque fica para mais uma queda das expectativas para taxa Selic para o final de 2012, que caiu de 8,50% a.a. para 8,00% a.a. Em 2013, o patamar de juros também obteve queda, estabelecendo-se em 9,75% a.a, ante 10,00% a.a na semana anterior. Para as demais expectativas, o consenso também sofreu alterações consideráveis. O IPCA para 2012 teve aumento de 10 bps, com o acumulado no ano fixando-se em 5,22%. Já para 2013 houve queda de 3 bps, estabelecendo-se em 5,53% a.a. O crescimento econômico esperado para 2012 voltou para o patamar de 3,20% a/a, enquanto que para 2013, o resultado ficou estável em 4,30%. Por fim, o câmbio para 2012 sofreu alteração com uma cotação esperada para o dólar de final de período saindo de R$1,81/US$, para R$ 1,85/US$. Para 2013, a cotação esperada permaneceu estável em R$1,81/US$.

MERCADO DE TRABALHO INDUSTRIAL EM QUEDA
Acompanhando o mau resultado da produção industrial de março, os dados de mercado de trabalho da Pesquisa Mensal da Indústria (PIMES) do IBGE, sofreram retração nas três principais análises de seus indicadores. Observando a série de dados dessazonalizados, o número de pessoal ocupado na indústria caiu 0,4%, enquanto que o valor da folha de pagamento real, sofreu queda de 0,7%. No mesmo sentido, o número horas pagas também obteve uma piora na margem, caindo 1,2%. Assim, os dados observados pela pesquisa mostram ainda um cenário industrial enfraquecido, em linha com nossas perspectivas para o setor.


MERCADOS

BANCOS ESPANHÓIS ESTIMULAM CAUTELA INTERNACIONAL

As bolsas européias encerraram o pregão sem tendência definida na última sexta-feira. O bom resultado do índice de confiança do consumidor norte-americano foi amenizado pela notícia de que os bancos espanhóis devem separar cerca de € 30 bilhões para cobrir possíveis perdas. Além disso, a perspectiva ruim para o déficit espanhol demonstrada pela Comissão Européia também foi motivo de preocupação dos investidores internacionais. No mercado americano, além do front externo desfavorável, o prejuízo de uma grande operação de derivativos contribuiu para a queda mais acentuada dos índices das bolsas de valores por lá. Assim, os índices Dow Jones e S&P 500 tiveram perdas de 0,27% e 0,34%, respectivamente. No Brasil, a bolsa absorveu o clima de instabilidade internacional e obteve resultado negativo. O Ibovespa teve queda de 0,43%, aos 59.445 pontos. No mercado de câmbio, o dólar obteve variação de -0,35%, cotado a R$1,9513/US$, enquanto no mercado de DI, os contratos com vencimento para janeiro de 2013 encerraram a sessão em 8,00%.

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.