Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

segunda-feira, setembro 27, 2010

TVs on-line causam corrida por anúncios



TVs on-line causam corrida por anúncios

Jessica E. Vascellaro e Suzanne Vranica
The Wall Street Journal

Algumas empresas de tecnologia interessadas em distribuir vídeos para a sala de estar estão estudando veicular propaganda em seus serviços nos Estados Unidos, numa tentativa de obter parte dos bilhões de dólares gastos com publicidade na televisão.

Algumas empresas, como a TiVo Inc. e a Microsoft Corp., divulgaram propostas de comerciais ligados a serviços de vídeo via banda larga. Entre as propostas há anúncios que podem levar o espectador ao trailer de um novo filme no site de vídeos YouTube, quando ele assistir a um programa gravado pelo TiVo, e também propagandas que podem ser acessadas clicando numa janela do menu de navegação do serviço Xbox Live.
[Rogers] Bloomberg News

Tom Rogers, diretor-presidente da TiVo, que vê potencial de receita na web

Também estão surgindo outras iniciativas. O Google Inc. tem se reunido com algumas das maiores agências de Nova York para explorar novos meios de vender anúncios em seu projeto Google TV, que deve ser lançado nos próximos meses. A Sony Corp. e outras fabricantes de televisores estão lançando TVs e caixas conversoras equipadas com o software, que permite buscar programas de TV e vídeos na internet.

O Google informou a executivos de publicidade que planeja comercializar anúncios que seriam exibidos nos resultados das buscas quando o telespectador está procurando o que assistir, disseram alguns desses executivos. Mas os anúncios não interromperão o fluxo de propaganda durante o programa em si.

O Google também revelou a executivos das agências de mídia, que compram espaço publicitário para seus clientes, que pretende esperar pelo menos um ano antes de começar a veicular anúncios no novo serviço. Uma porta-voz do Google disse que a empresa foi abordada por anunciantes interessados no Google TV, mas que está "totalmente concentrada em lançar um serviço de qualidade e não tem planos específicos com publicidade" no momento.

Enquanto isso, a Sony estuda vender comerciais que seriam exibidos antes de programas mais seletos que as pessoas podem assistir em televisores ligados à internet, em aparelhos de Blu-ray ou no videogame PlaySation 3, diz uma pessoa a par da questão. A pessoa acrescentou que o serviço já pode estar disponível nos próximos meses. A empresa japonesa não quis comentar.

Ao mesmo tempo, empresas que distribuem anúncios tradicionais na internet, como o Yahoo Inc., estão adaptando suas tecnologias para exibir anúncios que seriam veiculados ao lado de vídeos da web em televisores.

Não é a primeira vez que as empresas de tecnologia tentam conquistar espaço nesse mercado. Nos últimos anos, o Google e a Microsoft lançaram serviços de propaganda na TV que oferecem comerciais voltados a tipos específicos de consumidores e que analisam o desempenho deles com base em dados de caixas conversoras. Mas analistas dizem que a receita desses negócios não tem crescido muito. Uma porta-voz do Google disse que o negócio de distribuição de propaganda na TV cresceu "significativamente".

Desta vez, as empresas de tecnologia estão buscando novas possibilidades na propaganda, criadas pela distribuição direta de vídeos para a televisão via internet. O software que permite isso cria novos espaços na tela para exibir anúncios e permite direcionar as propagandas de acordo com a preferência das pessoas.

A propaganda na TV é um negócio gigantesco. A ZenithOptimedia, uma empresa de mídia da Publicis Groupe, prevê que o mercado americano de propaganda na TV vai crescer 3,8% este ano, para US$ 55,8 bilhões.

As empresas de TV paga também estão testando novas tecnologias para direcionar seus anúncios com mais precisão, bem como novos formatos que permitam interagir com a propaganda usando o controle remoto.

(Colaborou Yukari Iwatani Kane)

Marcadores:

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.