Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

segunda-feira, janeiro 11, 2010

Jornal do Commercio Brasil - Edição de Segunda-Feira, 11 de janeiro de 2010.

IGP-DI encerra 2009 com primeira deflação anual

Com economia melhor, porém, em 2010 meta de inflação poderá ser descumprida

O Índice Geral de Preços-Disponibilidade Interna (IGP-DI) encerrou 2009 com uma marca histórica: a primeira deflação desde que foi criado, há 65 anos. O indicador registrou queda de 1,43%, após subir 9,10% em 2008. Usado como indexador das dívidas dos estados para com a União, o IGP-DI também mostrou deflação de 0,11% em dezembro, ante alta de 0,07% em novembro. A crise global foi a grande responsável por derrubar o índice, o mais antigo entre os calculados pela Fundação Getulio Vargas (FGV), com série iniciada em 1944. O resultado decorreu do cenário turbulento do ano passado, que causou quedas e desacelerações de preços no atacado, varejo e construção civil, além de provocar valorização do real ante o dólar, o que reduziu preços de produtos relacionados à moeda norte-americana. A deflação, contudo, não deve continuar em 2010, segundo o coordenador de Análises Econômicas da fundação, Salomão Quadros. Na avaliação do especialista, o quadro vigente em 2009 não se encaixa nas perspectivas para este ano, que deverá ser de retomada na economia e aumento da demanda doméstica. Quadros não descarta a possibilidade de descumprimento da meta de inflação de 2010, que é de 4,5%, devido, em grande parte, ao esperado reaquecimento econômico.

CSN não desiste da Cimpor e vai registrar OPA esta semana

O presidente da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), Benjamin Steinbruch (foto), está disposto a defender a oferta hostil de compra da cimenteira portuguesa Cimpor, porque tem "convicção de que o preço oferecido é justo". Segundo ele, o negócio foi rejeitado pelo Conselho de Administração da Cimpor, que recomendou aos acionistas não aceitarem a proposta, mas nenhum deles se posicionou contrariamente ao preço até o momento. A CSN se dispôs, em 18 de dezembro, a pagar 3,68 bilhões de euros (US$ 5,52 bilhões) pela empresa de cimento, ou 5,75 euros por ação. Em teleconferência a jornalistas brasileiros e portugueses, na sexta-feira, Steinbruch, que está em Portugal, informou que esta semana a CSN registrará uma Oferta Pública de Aquisição (OPA) de ações da Cimpor. "Não tive oportunidade de conversar com cada acionista, mas se eles fizerem uma análise técnica e racional vão perceber que esta é uma das melhores ofertas já feitas por uma empresa de cimento nos últimos anos", afirmou.

Estratégia simples para os que não querem perder o bonde

A tendência é sua amiga ou, na forma original, "the trend is your friend". Esta é a regra número um dos mercados. A identificação clara do sentido do movimento dos preços de ativos, a todo instante, é a aliada mais valiosa que qualquer investidor pode ter, enquanto escolhe onde alocar seus recursos. Alguns analistas alertam que o mercado acionário brasileiro dá sinais de esgotamento da tendência altista verificada no ano passado e que uma correção mais pronunciada não só seria saudável a esta altura, como estaria prestes a ser iniciada. Outros acham que há espaço para avanços. Para o investidor individual, fica no ar, então, uma questão básica: qual a melhor forma de se posicionar, a fim de garantir retornos satisfatórios sem correr riscos descabidos? Ficar de fora e amargar rendimentos pífios em outras aplicações, enquanto os preços das ações continuam apresentando gordas valorizações é realmente de doer na alma. Por outro lado, comprar e dar de cara com o mercado voltando, para quem investe a médio e longo prazo significa contabilizar perdas, por tempo indeterminado. Há estratégias para sair do dilema.

Sem limites para a compra de dólares com fundo soberano

O Fundo Soberano do Brasil não terá limites para compra de dólares no mercado e será usado pelo governo como mais um instrumento para conter a volatilidade do câmbio. A informação é do secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin. Atualmente, o fundo conta com patrimônio de R$ 16,3 bilhões, mas Augustin deixou claro que esse não é um teto para as aquisições. O Tesouro poderá fazer mais emissões de dívida, de modo a garantir recursos extras para as compras de dólares pelo fundo. O secretário avaliou que a incidência do IOF sobre capital externo, introduzida pelo governo em outubro, foi eficiente para reduzir a volatilidade das cotações do dólar, mas destacou a importância de o governo ter um novo instrumento para atuar no câmbio. "Acho importante que fique claro para o mercado que o governo vai usá-lo, se necessário", disse Augustin.

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.