Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

segunda-feira, novembro 16, 2009

Duratex vê mais consolidação a caminho

Duratex vê mais consolidação a caminho

Jornal Valor Econômico, 12/11/09

Henri Penchas, presidente da Duratex: "É um jogo de gente grande"

O setor de painéis de madeira ainda vai passar por mais consolidações e duas empresas já despontaram como as líderes desse processo: Duratex, do grupo Itaúsa, e a chilena Arauco. A avaliação é de Henri Penchas, presidente da Duratex.

"É um jogo de gente grande, com conhecimento técnico e distribuição", disse o executivo, que participou ontem da conferência com analistas para a divulgação dos resultados trimestrais.

Ao responder sobre o futuro da indústria de madeira, Penchas ressaltou que "é uma pergunta muito difícil de responder", mas que seis empresas seria um número elevado de concorrentes. "É preciso ter ganhos de escala para sobreviver com a rentabilidade adequada."

O setor esteve agitado nos últimos meses. Em junho, Duratex e Satipel anunciaram a união de suas operações. Dois meses depois, a Tafisa Brasil, do grupo português Sonae, foi comprada pela Placas do Paraná, adquirida em 2005 pelos chilenos da Arauco. No ano passado, a americana Louisiana-Pacific comprou 75% da fábrica de painéis estruturais OSB da também chilena Masisa, em Ponta Grossa (PR).

Durante a apresentação, Flávio Donatelli, diretor de relações com investidores, ressaltou o "cenário favorável" para o setor, com a melhora de renda e crédito, além do crescimento da construção civil. "A empresa está bem posicionada por conta da liderança nos segmentos em que atua, por ter fábricas novas e não precisar de grandes investimentos", afirmou.

Ele disse que não há preocupação com o endividamento, que estava em R$ 1 bilhão no fim de setembro (líquido), comparado a R$ 454,7 milhões no mesmo período do ano passado. "Temos linhas assinadas com o BNDES, com custos abaixo do mercado."

A receita líquida de vendas foi de R$ 579, 4 milhões no terceiro trimestre, queda de 11% em relação ao mesmo período de 2008, segundo o balanço pro forma que inclui os números da Satipel.

A margem bruta caiu de 40,3% para 34,4% no período. A empresa preferiu ressaltar a alta da receita em relação ao segundo trimestre do ano, de 9%.

O lucro líquido foi de R$ 68, 1 milhões, recuo de 37% em relação a 2008.

"O primeiro semestre foi difícil, com queda de preços acentuada [dos painéis]", disse Donatelli. Mas, segundo ele, houve uma "estabilização".

A ação esteve entre as maiores baixas do Ibovespa ontem, cotada a R$ 13,21, queda de 2,44%.

Marcadores:

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.