Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

terça-feira, novembro 10, 2009

Analistas estão otimistas e preveem ganhos para o Ibovespa nesta semana

Analistas estão otimistas e preveem ganhos para o Ibovespa nesta semana

Por: Equipe InfoMoney
09/11/09 - 20h16
InfoMoney

SÃO PAULO - Mesmo com o Ibovespa acima de 65 mil pontos, os analistas veem ainda projeções otimistas para os mercados nesta semana. Apesar do otimismo, eles alertam que os investidores ainda estão defensivos.

Depois de semanas de indicadores econômicos fortes no mercado internacional, esta semana estará mais voltada para encontros entre representantes das economias globais. Segundo análise do BNY Mellon, os vários encontros de "alto nível' que ocorrerão ao longo da semana poderão trazer algumas perspectivas oficiais para o futuro.

Para os analistas do banco, com o encontro dos ministros de
finanças na Europa nesta segunda-feira (9), será possível ver em que medidas as autoridades estão preocupadas com a atual situação econômica da região e se persistirá a dureza das políticas adotadas.

No meio da semana, o foco se voltará para a Ásia, quando o secretário do Tesouro dos EUA, Timothy Geithner, visitará o Japão. Segundo analistas do BNY Mellon, apesar de ainda parecer cedo para que a
ideiade criação de uma área de livre comércio se desenvolva, pode ser que surjam algumas indicações nestas reuniões.

Por fim, na sexta-feira (13), é a vez da conferência entre bancos centrais dos Estados Unidos e da Europa para discutir as bolhas de ativos e a política monetária. "Este é o coração dos debates sobre direção dos mercados desde 2002", fala o BNY Mellon.

Agenda

No Brasil, além dos indicadores semanais sobre inflação e balança comercial, saem nesta semana PIMES (Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário), a PMC (Pesquisa Mensal de Comércio), ambos de setembro, e o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) de outubro, todos apurados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Aqui ganha foco ainda a divulgação do resultado do terceiro trimestre da maior empresa brasileira em valor de mercado, a Petrobras, prevista para o último dia da semana, após o fechamento dos mercados.

Quanto à agenda internacional, a segunda semana de novembro terá uma agenda mais calma no exterior, com destaque para indicadores norte-americanos, chineses e europeus. No caso dos EUA, quinta-feira (12) sairá o relatório de orçamento fiscal federal referente a outubro e os dados sobre pedidos de auxílio-desemprego.

Na sexta-feira, serão conhecidas a balança comercial norte-americana de setembro e a primeira prévia da confiança do consumidor de Michigan do mês. Já, na China, na quinta e sexta-feira serão divulgados dados de atividade, inflação e setor externo.

Na Europa, os destaques são os dados do PIB do terceiro trimestre (na sexta-feira) e a produção industrial (na quinta-feira), além dos dados de expectativas do empresariado (na terça e quarta-feira).

No Reino Unido o relatório de inflação trimestral do Banco da Inglaterra (BoE) e os dados do mercado de trabalho serão os destaques.

Sentimento do mercado

Segundo pesquisa realizada pelo banco Santander junto a investidores institucionais estrangeiros, o cenário econômico brasileiro é considerado positivo. "Temos um mercado ainda positivo, porém mais cauteloso e seletivo, o que pode ser uma indicação de preços próximos do pico", destaca o economista Maurício Molan.

Ele explica que a maior parte dos investidores crê na continuidade do ciclo de
valorização de commodities, o que juntamente com a perspectiva de aumento das captações de ativos, tende a manter os mercados acionários em alta ao longo dos próximos meses.

Além disso, Molan afirma que são maiores os percentuais de administradores de recursos que preferem aumentar suas posições em América Latina e Brasil, do que aqueles que pretendem reduzir.

Entre os setores preferidos dos entrevistados estão o financeiro, petróleo e gás, mineração e construção.

Cautela

Porém, o economista do Santander alerta que, em comparação com os trimestres anteriores, os investidores estão bem mais cautelosos. "É possível observar que os elevados
ganhos obtidos nos mercados, tanto de renda fixa quando de ações, no decorrer do ano, tornaram os investidores mais defensivos", afirma.

É também nessa linha que a Gradual Investimentos dita seu comentário semanal sobre a bolsa de valores brasileira. Para os analistas de research da corretora, as fortes oscilações dos mercados acionários nas últimas semanas ilustram bem a preocupação dos investidores com o ritmo de recuperação da economia e a saúde do sistema
financeiro no hemisfério norte.

"O movimento chegou a lembrar o início da baixa no ano passado, porém o momento agora é totalmente diferente", afirmam. Eles citam que a perspectiva para o crescimento do País em 2010 está acima de 5%, o que explica em parte a realização de lucros na Bovespa.

"Não vemos muito espaço para fortes quedas. Prosseguimos com nosso Ibovespa-alvo de 62 mil pontos [ao final de 2009]", estimam. Para enfrentar esta fase momentânea de turbulência, a Gradual recomenda alocações mais defensivas.

Ibovespa acima dos atuais patamares

Por outro lado, a AGK Corretora de Câmbio projeta que a tendência de valorização que a bolsa brasileira seguirá pode resultar em pontuação acima dos 65 mil pontos, podendo oscilar mais perto dos 67 mil pontos, caso predomine o viés positivo nos mercados externos e a alta do preço das commodities.

Para a corretora de câmbio, o otimismo vai ser visto se os investidores não se preocuparem com dois assuntos em voga no momento: os desafios da economia global, colocados com os dados ruins sobre o mercado de trabalho norte-americano e uma possível taxação sobre as transições financeiras internacionais, pauta incluída no comentário do G-20 neste final de semana.

"Os investidores internacionais estão preferindo focar na perspectiva de que os estímulos à economia ainda permanecerão presentes por um bom tempo, com a mensagem do G-20 reforçando essa expectativa, depois de o relatório sobre o emprego nos Estados Unidos mostrar que os estragos da crise seguem presentes".

Marcadores:

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.