Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

quarta-feira, setembro 02, 2009

Mais corretoras passam a oferecer cadastro eletrônico

Mais corretoras passam a oferecer cadastro eletrônico

Com o aval da CVM, instituições estudam mudanças para a abertura de contas de novos clientes

Yolanda Fordelone - AE

Após a chancela da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) permitindo o cadastro totalmente online de clientes, corretoras já buscam novas alternativas para agilizar o processo de envio de dados. Atualmente, a maioria das casas efetua o cadastramento mediante o envio de documentos pelo correio, o que pode envolve muito tempo. Com o cadastramento pela internet, alguns chegam a apostar que em três horas será possível se tornar cliente de uma corretora. Entre as corretoras, Ágora, Ativa e Win devem oferecer em breve o cadastro eletrônico.

Em maio, quando a corretora inglesa Icap passou a operar no Brasil a polêmica do processo de cadastramento foi levantada. Além do processo tradicional de envio de informações pelo correio, a corretora novata permite que o investidor se cadastre pela internet, remetendo imagens digitalizadas da ficha cadastral e das cópias dos documentos exigidos.

“O que se disponibiliza no site da corretora hoje em dia é a ficha cadastral. A pessoa precisa preenchê-la, assiná-la e enviá-la para a corretora com a cópia dos documentos”, explica o diretor de marketing e produtos da Win, Roberto Lee. O tramite físico pelo correio pode chegar a demorar uma semana. A partir do recebimento dos documentos, os investidores se tornam clientes em 24 horas.

Quem está na fila

A Win pretende disponibilizar o cadastro totalmente online ainda esta semana. “Vamos desburocratizar o processo. A pessoa vai poder enviar a imagem da ficha assinada pelo site, por meio de um item de upload, ou por e-mail”, diz. A partir da mudança, diz Lee, em apenas um dia útil o investidor estará cadastrado.

A Ativa, que também tem a intenção de adotar o cadastro online, é ainda mais otimista. “Acredito que em três horas será possível se cadastrar, desde que não haja divergência entre a assinatura da ficha e dos documentos, que as imagens estejam visíveis, que tudo esteja correto”, pondera a diretora da Ativa, Silvia Werther. As áreas de controles internos (compliance), jurídica e tecnológica estudam a mudança, ainda sem prazo para ser implantada. “A corretora aproveitará o cadastro online para formalizar questionários para definir o perfil do cliente (suitability)”, explica.

Outra corretora a aderir o cadastro eletrônico é a Ágora. “Será uma facilidade para o cliente em termos de tempo. A principal preocupação é quanto à qualidade dos documentos que podemos receber. Eles precisam estar legíveis”, ressalta o gerente comercial da corretora, Hélio Pio. O prazo para a mudança ainda não foi definido.

A Interfloat, outro grande home broker do mercado, em nota, informa que “os esforços no sentido de diminuir a burocracia durante o processo de abertura de conta são válidos”. A corretora, no entanto, afirma que a oferta do cadastro eletrônico a novos clientes não é prioridade.

Benefícios

A possibilidade do cadastro eletrônico faz com que o investidor rapidamente consiga abrir uma nova caso tenha problemas com a corretora na qual já é cliente. Neste ano, durante o IPO da VisaNet, 19 corretoras foram descredenciadas no penúltimo dia de reserva. E os investidores prejudicados não tiveram como participar da oferta.

Além da desburocratização, que dará mais rapidez ao cadastro, especialistas dizem haver mais benefícios. “Em estudos, observamos que há uma grande perda cadastral (cerca de 20%) de clientes que preenchem a ficha pelo site, mas não chegam a enviá-la”, diz Lee, da corretora Win. A expectativa é que aumente a quantidade de adesões de investidores ao mercado de renda variável, inclusive fora do eixo Rio-São Paulo.

No processo tradicional, de envio de documentos pelo correio, o cadastramento é mais caro e demorado para quem mora em regiões mais distantes destes dois estados, como no Nordeste, por exemplo. O diretor da Win ainda cita o fato de eventuais greves de funcionários dos correios sempre atrapalharem o cadastro. “A corretora simplesmente para de captar clientes nesses períodos.”

O cadastro eletrônico ainda gera mais competição entre as corretoras, o que pode se refletir em desenvolvimento de mais serviços e facilidades para os clientes, ou mesmo no preço da corretagem. “A agilidade cria eficiência, além de qualificação e inteligência no serviço de corretagem”, diz a diretora da Ativa.

Grandes bancos

Apesar de corretoras independentes já se movimentarem para oferecer a facilidade, nos grandes bancos não há expectativa de mudança. “Para ser cliente da corretora, o investidor precisa ter uma conta no banco”, explica o gerente do HSBC Investimentos (portal do banco que inclui o home broker), Jeferson Amaral.

No Bradesco, também há esta exigência para a abertura da conta. Desta forma, a corretora utiliza a documentação enviada para o banco na abertura da conta. “Hoje o processo de cadastramento já demora aproximadamente 24 horas, se toda a documentação estiver adequada.” Para aqueles que não são clientes do banco, o processo continuará a demandar mais tempo, já que é necessário abrir uma conta.

Marcadores:

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.