Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

quarta-feira, setembro 30, 2009

Índice que analisa grau de nervosismo do mercado financeiro aponta para alto risco de queda do Ibovespa.

Índice que analisa grau de nervosismo do mercado financeiro aponta para alto risco de queda do Ibovespa.

Terremoto à vista?

Por Alessandra Bellotto, de São Paulo / "Valor"

Probabilidade alta de queda abrupta. É o que revela o primeiro índice de "crash" da bolsa brasileira, que analisa o grau de nervosismo do mercado financeiro com base no modelo de estudo para prever terremotos. "Não dá para saber o momento exato da virada nem o percentual de queda, a única certeza é que a correção será brusca", diz o pesquisador e professor do Insper (ex-Ibmec SP) Marco Antonio Leonel Caetano, que criou o índice em parceria com Takashi Yoneyama, do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA). Caetano afirma, no entanto, que com um bom nível de confiança dá para estimar uma queda entre 20% e 30%.

O Ibovespa já subiu 63,29% no ano, 1,59% só ontem, chegando a 61.316 pontos. A alta é tão expressiva que, intuitivamente, os investidores já apostam em um movimento de realização. "Os preços dos ativos na bolsa estão muito fora da realidade econômica; em algum momento até fim de outubro ou início de novembro, um grande investidor vai dar início a uma onda de venda", diz o professor. A desculpa, segundo ele, pode vir tanto do cenário econômico quanto político, interno ou global.

O estudo que deu origem à criação do índice foi desenvolvido em 2007 e reconhecido pela revista científica internacional "Physica A", especializada em métodos estatísticos aplicados ao mercado financeiro. Os pesquisadores se basearam na técnica conhecida como "transformada wavelet", que permite captar com alguns dias de antecedência a ocorrência de "crash" nas bolsas de valores, devido a um padrão de comportamento do mercado. Como? Analisando a correlação entre as frequências com que os preços se movem no tempo, explica Caetano.

Em 2007, os resultados eram apresentados em um gráfico que evidenciava um determinado padrão. No estudo atual, publicado na mesma revista no início do mês, os pesquisadores conseguiram estabelecer um valor numérico, criando o índice. O indicador próximo a zero significa risco mínimo de mudança brusca da tendência de alta. Já o índice próximo de 1, como está agora, indica possibilidade de forte queda, da ordem de 30% . Isso ocorre, segundo o professor, quando a correlação entre as altas e baixas frequências é forte, ou seja, quando o padrão de comportamento dos preços é o mesmo para diferentes intervalos de tempo.

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.