Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

sexta-feira, julho 03, 2009

Como proteger seu porfólio do dólar mais fraco? Motley Fool desenha tese de defesa

Por: Equipe InfoMoney
03/07/09 - 20h20
InfoMoney


SÃO PAULO - À luz da derrocada da libra esterlina como principal divisa no sistema de câmbio internacional após a Segunda Guerra Mundial, na qual o Reino Unido passou de credor para devedor, a ascensão político- econômica dos EUA nas décadas conseguintes ao término do conflito fortaleceu demasiadamente o dólar.

No entanto, a junção de alguns pilares coloca a perspectiva da divisa norte-americana em xeque. Dentre os potenciais fatores, destaque para: expressivo aumento da demanda por Treasuries e decorrente liquidação desses ativos num futuro próximo; injeção de bilhões de dólares na economia norte-americana pelo Federal Reserve, que vê forte expansão em sua folha de balanços; e fuga de recursos aos mercados emergentes.

Tal fenômeno já pode ser observado, à medida que a desvalorização acumulada do dólar frente ao real no decorrer do segundo trimestre deste ano é a maior já vista em toda série histórica, ao marcar depreciação na casa dos 15,7% no período, de acordo com dados da consultoria Economática.

Se a queda da divisa norte-americana é presente e poderá se agravar ainda mais num futuro próximo, como proteger o portfólio da desvalorização do dólar? Inserido no debate, o analista Matt Hoffman do portal de investimentos Motley Fool escreveu artigo sobre o tema, no qual delineia a estratégia para o cenário iminente.

Sem correlação, com mercados diversificados
Na reflexão de Hoffman, a dúvida eclode: é melhor focar em ativos com rendimentos elevados em mercados emergentes ou se expor a papéis cujas corporações não possuem receitas atreladas ao dólar? No contrabalanço, Hoffman recomenda uma mistura entre as duas alternativas.

"Detenha companhias de qualidade em seu portfólio, como algumas que já adentraram ou iniciaram seu debute no mercado chinês", observa a Motley Fool, completando que "nomes alternativos devem permear a carteira". Como exemplo e, lembrando que o analista escreve de Wall Street, há a recomendação aos papéis da Petrobras.

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.