Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

segunda-feira, junho 08, 2009

Pão de Açúcar surpreende e compra o Ponto Frio Vanessa Adachi, de São Paulo 08/06/2009

Pão de Açúcar surpreende e compra o Ponto Frio

Vanessa Adachi, de São Paulo
08/06/2009

O grupo Pão de Açúcar deve anunciar hoje a compra da rede de varejo de
eletroeletrônicos Ponto Frio. A transação foi fechada ao longo do fim de
semana e os contratos seriam assinados na madrugada. A aquisição deverá
ser paga em uma combinação de ações da Companhia Brasileira de
Distribuição (Pão de Açúcar) e dinheiro. Com o negócio, o Pão de Açúcar
retoma a liderança do ranking de varejo no país, posição que havia perdido
em 2007 para o Carrefour. A diferença que separa o faturamento das duas
varejistas de alimentos é de R$ 2 bilhões: o Carrefour faturou R$ 22,5
bilhões em 2008 e o Pão de Açúcar, R$ 20,8 bilhões. No ano passado, a
receita bruta do Ponto Frio atingiu R$ 4,7 bilhões.


O interesse do Pão de Açúcar, que pertence ao grupo francês Casino e à
família Diniz, era visto com ceticismo, já que o foco da rede até o
momento era o de supermercados. O Ponto Frio deve ser mantido como uma
operação à parte, mas não se sabe sob qual marca. O processo de venda do
Ponto Frio desenrola-se desde o início do ano, sob a coordenação do banco
Goldman Sachs. Mas foi em março que se tornou público, por meio de um
comunicado da própria empresa, informando a decisão de seus controladores
de desfazer-se de suas ações. A empresa, controlada por Lily Safra, viúva
do banqueiro Edmond Safra, já estivera à venda em ocasiões anteriores, o
que cercou o processo de dúvidas sobre a real disposição de desfazer-se do
negócio desta vez. Principalmente em um cenário de crise.


No início, ao menos quatro grupos avaliaram a compra do Ponto Frio. Lojas
Americanas, Magazine Luiza, Pão de Açúcar e um consórcio formado pela rede
nordestina Insinuante e a BTG, butique de investimentos do ex-banqueiro
André Esteves. Além disso, o grupo Silvio Santos declarou seu interesse. A
Lojas Americanas deixou o processo em abril. Depois disso, o interesse do
BTG foi reduzido quando Esteves recomprou o Banco Pactual das mãos do
suíço UBS. O Magazine Luiza continuava no processo, em parceria com o
fundo americano Capital International. Havia expectativa de entrega de
propostas no final de maio, o que indica que as negociações se aceleraram
nas últimas semanas.


No ano passado, a rede Ponto Frio tentou fazer uma oferta de ações com o
objetivo de pulverizar o controle da empresa no mercado e, assim, dar
liquidez aos papéis dos controlares. Mas os planos tiveram quer ser
adiados por conta da crise.

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.