Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

segunda-feira, maio 04, 2009

Petrobras inicia exploração no poço de Tupi?

Petrobras inicia exploração no poço de Tupi amanhã? Acabou de passar no
intervalo do JN para quem assistiu...

Petrobras inicia operação do Tupi

A Petrobras dará na sexta-feira (1) o primeiro passo para o desenvolvimento
da maior província petrolífera do Oceano Atlântico, com a inauguração do
teste de longa duração na jazida de Tupi. Segundo o gerente executivo de
exploração da companhia, Mário Carminatti, não há dúvidas sobre o imenso
potencial da região, até agora com reservas estimadas em até 14 bilhões de
barris em apenas dois campos, e o teste de Tupi servirá apenas para definir
o melhor desenho do sistema de produção do campo.

"Temos certeza que Tupi tem excelente produtividade. No fundo, o que
queremos (com o teste) é buscar mais conhecimento, para melhorar a
economicidade dos projetos", explicou o executivo. O teste prevê a produção
durante 15 meses em dois poços no campo, por meio de uma plataforma com
capacidade de 20 mil barris de petróleo por dia.

Ao fim do teste, que será inaugurado com presença do presidente Luiz Inácio
Lula da Silva, a Petrobras definirá quantos poços serão necessários para
desenvolver definitivamente o projeto, cujas reservas são estimadas entre 5
bilhões e 8 bilhões de barris.

"Nenhuma parte do Atlântico tem situação similar à que ocorre nessa região.
Não significa que não haja pré-sal nas bacias de Campos ou do Espírito
Santo, mas não há nelas o gigantismo de Santos", compara Carminatti.

Carminatti não comenta os números, dizendo que ainda não há dados
suficientes para avaliar as reservas em todas as sete concessões do chamado
polo do pré-sal. Ele diz apenas que a carteira de concessões da Petrobras
tem perspectivas de reservas suficientes para garantir as metas de produção
da companhia, que chegam a 3,92 milhões de barris de petróleo por dia no
Brasil em 2020. O pré-sal de Santos vai contribuir com 1,8 milhão de
barris.


Óleo combustível subiu 7%


Menos de 24 horas depois de o diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo
Roberto Costa, ter negado taxativamente a possibilidade de ocorrer um
reajuste no preço do óleo combustível este mês, a assessoria de imprensa da
estatal confirmou que o produto sofreu duas altas de 7% em abril. Somados,
os dois reajuste equivalem a uma alta de 14,49% no ano, ante uma queda de
39% acumulada em todo o ano de 2008. Ao ser indagado sobre a alta,
fortemente criticada por representantes das indústrias de São Paulo, Costa
omitiu o reajuste já ocorrido e concentrou-se na negativa de um novo
repasse.

As críticas do empresariado consistem na teoria de que o reajuste seria uma
estratégia da Petrobras de promover a migração do consumo deste combustível
para o gás natural. Segundo a Associação Brasileira das Empresas
Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás), o consumo de gás natural teve
queda de 32,48% em março ante o mesmo período no ano passado, provocada
principalmente pelo não acionamento das usinas térmicas este ano.

Na última sexta-feira, a Petrobras fez pela primeira vez um leilão de gás
natural junto ao mercado spot (negócios realizados com pagamento à vista e
pronta entrega da mercadoria, em oposição aos mercado a futuro e a termo)
para tentar reduzir o excesso de oferta. O volume leiloado, de 3,5 milhões
de metros cúbicos - 30% do ofertado - apontou que a oferta excedente já
atingia a 10 milhões de metros cúbicos por dia.

Na entrevista concedida terça-feira, o diretor de Abastecimento negou a
estratégia. De acordo com a assessoria da estatal, no início de abril, o
preço do óleo combustível encontrava-se de 2,68% menor do que o mesmo preço
em dezembro de 2008, daí a necessidade de reajuste. O óleo combustível,
assim como o Querosene de Aviação (QAV) e a nafta, são equiparados ao preço
do barril internacional do petróleo, diferentemente do óleo diesel e da
gasolina - que representam 60% das vendas da Petrobras - e não sofrem
influência da volatilidade de preços no mercado internacional.

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.