Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

quinta-feira, maio 07, 2009

Lucro líquido da Vale totaliza R$ 3,15 bilhões no primeiro trimestre, com tímida queda

Por: Equipe InfoMoney
06/05/09 - 18h45
InfoMoney

SÃO PAULO - A Vale (VALE3, VALE5) divulgou na noite desta quarta-feira (6) seus resultados operacionais referentes ao primeiro trimestre de 2009. No geral, os números ficaram abaixo do registrado no mesmo período de 2008 e da média de projeção dos analistas.

O lucro líquido da mineradora, que totalizou R$ 3,15 bilhões no primeiro trimestre deste ano, ficou praticamente estável na comparação com o registrado no mesmo período de 2008. Já na comparação com o trimestre diretamente anterior, o indicador apontou avanço de 29,1% sobre os R$ 2,44 bilhões do quarto trimestre de 2008.

A receita operacional bruta da companhia atingiu R$ 13,17 bilhões nos primeiros três meses deste ano, valor 9,4% inferior ao do primeiro trimestre do ano passado.

"Para enfrentar o cenário recessivo, temos focado na flexibilidade operacional e financeira, procurando maximizar eficiência, minimizar custos e contribuir para o reequilíbrio dos mercados onde atuamos", afirmou a mineradora no relatório.

Confira os números do trimestre:

(em R$ milhões) 1T09 1T08 % Projeção* %
Receita Líquida 12.916 14.125 -8,55% 14.124 -8,6%
Ebitda** 5.446 6.638 -17,9% 6.565 -17,1%
Lucro Líquido 3.151 3.182 -1,0% 3.698 -14,8%
*Projeção média dos analistas de Ágora e Planner
**Lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização

Os investimentos da mineradora no primeiro trimestre, excluindo aquisições, ficaram em US$ 1,7 bilhão, frente a US$ 3,5 bilhões no trimestre anterior.

Outra questão destacada pela Vale foi sua atual posição financeira. Segundo o balanço do primeiro trimestre, a companhia possui US$ 12,2 bilhões em caixa, além de disponibilidades de linhas de crédito de médio e longo prazo para financiamento de projetos e endividamento de baixo risco.

Cabe lembrar que a Vale realizou oferta de ações no ano passado para levantar capital, captando aproximadamente R$ 19 bilhões no mercado.

Custos
O custo dos produtos vendidos atingiu R$ 6,8 bilhões no primeiro trimestre, decréscimo de 15,3% frente ao último quarto do ano passado, quando havia atingido R$ 8,1 bilhões. Na comparação com o mesmo período do ano passado, o CPV veio 8,6% inferior.

"Menores volumes de vendas foram responsáveis por R$ 892 milhões da queda total de R$ 1,24 bilhão no CPV em relação ao quarto trimestre, enquanto as variações nas taxas de câmbio contribuíram somente com R$ 5 milhões. Menores preços de insumos e outras iniciativas de corte de custo reduziram o CPV em R$ 348 milhões", pontua o release.

Os esforços da mineradora em reduzir sua base de custos operacionais são verificados nos ajustes de produção anunciados recentemente. Apesar de pequena parte deste impacto já refletir nos dados do primeiro trimestre, a Vale buscou enfatizar que "a maior parte de seu impacto esperado ainda não se materializou."

Ações esperam com alta
Na espera pela apresentação dos resultados trimestrais, as ações preferenciais classe A da Vale encerraram o pregão regular da quarta-feira (6) com valorização de 0,79%, inferior ao desempenho registrado pelo Ibovespa, que subiu 1,64% na sessão.

Os papéis ordinários da mineradora fecharam o pregão regular da BM&F Bovespa também com tímida alta, de 0,76%.

Marcadores:

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.