Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

quarta-feira, maio 06, 2009

Economia melhora, mas crise não acabou

Por André Pontes

O bom humor na economia mundial, que levou a Bolsa de Valores de São Paulo
(Bovespa) a atingir 50.404 pontos na última segunda-feira, não indica que a
crise financeira acabou. Economistas pelo mundo estão reformulando as
péssimas projeções do ano passado e especialistas consultados por VEJA.com
já falam que a situação deve melhorar gradativamente até o final do ano.
"Vivemos uma retomada, mas temos de lembrar que o ano de 2009 para a
economia global está perdido", disse Álvaro Bandeira, diretor e economista
chefe da corretora de valores Ágora.

Segundo Bandeira, em setembro de 2008, com a quebra do banco de
investimentos Lehman Brothers, o mercado projetou um quadro sombrio da
conjuntura econômica e de dados corporativos de empresas. O resultado foi
um quarto trimestre com forte desaceleração econômica. "As projeções eram
para um ano péssimo, mas aí veio o primeiro trimestre de 2009 e o quadro
não se revelou tão sombrio. Dados de vendas no varejo, gasto com consumo,
atividade industrial, tudo isso deve vir melhor que o esperado neste mês de
maio. Quando o mercado viu que as coisas estavam melhores que o esperado,
nada mais normal que os ativos subirem. Faz oito semanas que a Bovespa está
em alta, por exemplo", afirmou Bandeira.

Na segunda-feira, a Bovespa encerrou os negócios com valorização de 6,59%,
aos 50.404 pontos. Foi a primeira vez dede setembro de 2008 que o indicador
fechou acima dos 50.000 pontos. No ano, o índice já acumula alta de 34,23%.
O avanço entre o dia 27 de outubro, quando o índice foi de 29.435 pontos, e
segunda-feira, é de 71,23%. As Bolsas de Nova York (Dow Jones e a
eletrônica Nasdaq) e Frankfurt (Alemanha) também fecharam os pregões em
alta no primeiro dia da semana. No mesmo ritmo, o dólar recuou 2,33% e
fechou na casa de R$ 2,13 para a venda, menor valor desde 5 de novembro de
2008.

Tudo isso também tem como consequência a expansão do Índice de Atividade de
Gerentes de Compras da China (índice de atividade industrial), divulgado na
segunda-feira. O levantamento divulgado pela corretora CLSA aponta o
primeiro avanço nos últimos nove meses, marcando 50,1 pontos em abril. Em
março, o indicador foi de 44,8 pontos. "A China tem tido informações boas e
agora é a principal importadora do Brasil. Isso é um ponto importantíssimo
para essas altas", disse Keyler Carvalho Rocha, professor de finanças do
curso de administração da Faculdade de Economia, Administração e
Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA USP)

Ainda de acordo com o professor, a alta na Bovespa sugere a ideia de que as
coisas vão melhorar. "Como houve feriado no dia 1º de maio, não houve
pregão. Mas neste mesmo dia as bolsas do exterior subiram. Quando a Bovespa
entrou em operação na segunda, nada mais normal que acompanhar as outras e
recuperar a sexta-feira em que ficou fechada", disse Rocha. "A tendência é
a Bovespa dar dois passos para frente e um para trás. Mas, vamos deixar
claro, não está na hora de aplicar."

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.