Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

sexta-feira, abril 24, 2009

Bom dia ADVFN - Guido Mantega rebate FMI a respeito dos bancos brasileiros

Notícias em destaque

Agenda do investidor para esta sexta-feira
Apesar da semana curta para a maioria das pessoas, quem trabalha com Bolsa
de Valores teve uma semana muito longa devido à alta volatilidade dos
mercados, ao não fechamento dos mercados externos e aos inúmeros balanços
que saíram para análise ao longo destes últimos dias. Para quem está
exausto, é melhor tomar um bom café, pois a agenda do investidor de hoje
não irá amenizar a volatilidade. Na agenda doméstica encontraremos a
divulgação de três índices inflacionários, além da Sondagem do Consumidor e
a aguardada Pesquisa Mensal de Emprego. Nos Estados Unidos a tensão
continua em relação ao setor imobiliário com a divulgação dos números das
vendas de imóveis novos e a quanto aquecida está a economia através dos
pedidos de bens duráveis.

Guido Mantega rebate FMI a respeito dos bancos brasileiros
O Brasil parece estar com a bola toda. Quem diria que, alguns anos atrás,
estaríamos enfrentando o tão temido FMI (Fundo Monetário Internacional).
Guido Mantega, ministro da Fazenda, rebateu os comentários de Dominique
Strauss-Kahn, diretor do FMI, sobre a crise afetar os países da América
Latina ao ponto de bancos estarem com "ativos tóxicos" em custódia. Nosso
ministro respondeu que não sabe de quais bancos Dominique está falando e
"certamente não está falando dos bancos brasileiros". Para apimentar a
situação, Mantega irá devolver pessoalmente esta batata quente nas mãos de
Dominique: "Se ele falou isso, vou ter a oportunidade de esclarecer, pois
vou ter uma reunião com ele. Os maiores bancos na América Latina são os
brasileiros e estão absolutamente sólidos. Ele está totalmente equivocado e
não tem mais informações do que eu tenho. Os bancos continuam tendo lucros,
e lucros elevados."

Últimos resultados corporativos em destaque
Lucro líquido da Samsung tombou 72% no primeiro trimestre de 2009, somando
cerca de US$ 463 milhões. Apesar do lucro líquido de US$ 361 milhões da
American Express, o resultado foi 63,3% menor do que o primeiro trimestre
de 2008. Um movimento interessante causou uma alta de 23,7% no lucro
líquido da Amazon, que somou US$ 177 milhões, pois enquanto consumidores
frearam suas compras em lojas convencionais, mostraram um maior interesse
pelas compras online a busca de menores preços. A grande Microsoft
registrou um lucro líquido de US$ 2,98 bilhões, queda de 32% em relação ao
primeiro trimestre do ano passado. A rival Apple registrou uma alta de 15%
em seu lucro líquido ao somar US$ 1,21 bilhão no mesmo período, conforme
divulgado na Newsletter de ontem. A UPS sofreu uma queda de 55,7% em seu
lucro líquido, somando US$ 401 milhões no primeiro trimestre, contra os US$
906 milhões do ano anterior. Depois de dois balanços no vermelho, o Credit
Suisse registrou um lucro líquido de US$ 1,72 bilhão.

Marcadores:

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.