Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

segunda-feira, março 16, 2009

Informações - VALE5

Conforme divulgado pela Administração Geral Alfandegária da China, as importações chinesas de minério de ferro atingiram 46,7 milhões de toneladas em fevereiro último, o que corresponde a um avanço de 43,1% em relação ao mês antecedente e a um aumento de 22,3% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Por outro lado, o instituto também anunciou os dados referentes às exportações de aço, que totalizaram 1,56 milhão de toneladas - montante 49,8% inferior ao do segundo mês do ano passado e 25,3% superior ao apresentado em janeiro último. Cabe ressaltar que esse é menor nível registrado nos últimos 52 meses.

Em meio a esse cenário, Ágora, Bradesco e Link divulgaram relatórios sobre os dados, avaliando os números da balança comercial de ferro e traçando perspectivas decorrentes para a Vale, ao passo que a China é o principal destinatário na carteira de exportações da mineradora brasileira.
"Acreditamos que a forte alta das importações chinesas de minério de ferro em fevereiro de 2009 foi reflexo do aumento da demanda, após a redução dos estoques com o recente incremento da produção de aço", afirmam os analistas da corretora Ágora, embora notem que o feriado do Ano Novo Lunar deve ter afetado as importações em janeiro, o que deixa míope a comparação mês a mês.

Nesse sentido, a instituição financeira enxerga a novidade com viés otimista para a Vale, o que confirma o indício de que a mineradora deverá embarcar um volume recorde para a China, com projeções na casa de 30 milhões de toneladas, ante as 12 milhões de toneladas enviadas no último trimestre. "Aproveitamos a oportunidade para reforçar nossa recomendação de compra para as ações da Vale", completa a Ágora.

Para o Bradesco, a estatística é positiva, dado que, desde outubro do ano passado, as importações não chegaram a 35 milhões de toneladas por mês. "Aparentemente, o cenário pode sinalizar que a Vale está ganhando market share na China, considerando que a companhia anunciou a assinatura de contratos com novos clientes de 50 milhões de toneladas anuais", dizem os analistas do banco.

Como raiz das maiores importações, o aumento de 26,5% dos investimentos fixos no último mês foi visto com bons olhos pela instituição financeira, dado que dispêndios com infraestrutura e bens de capital são drivers importantes para as mineradoras. "Outro dado positivo foram os investimentos na construção de ferrovias, que subiram 200%", completa, ressaltando ainda que o processo é uma fonte importante de consumo de aço.

Em contrapartida, o banco observa que a expansão destes investimentos poderá trazer benefícios no curto prazo, mas que não se sustentarão no horizonte, caso reformas estruturais na economia não sejam realizadas. Partindo dessa premissa, os analistas do Bradesco projetam recuperação na demanda do metal em 2010, mas não preveem uma retomada sustentável dos preços.

Conforme o olhar da Link, os dados na balança comercial chinesa foram fracos, embora os volumes de cobre e ferro que entraram tenham apresentado crescimento significativo. "As importações já estão em níveis normais, o que é boa notícia para a Vale", afirmam os analistas, adicionando também que os dados deverão ajudar nas negociações dos novos contratos, a serem possivelmente concretizadas em abril.

"Boa parte da produção siderúrgica já esta sendo passada para o consumo, como no caso da indústria automobilística, que apresentou dados de produção e vendas bem maiores após medidas do governo chinês", completa a instituição financeira, ao enxergar leve recuperação da siderurgia na China, embora os dados de fevereiro ainda apresentem matérias-primas oriundas de estocagem.

Por último, dado o aumento de 45% nas importações de cobre da China - na relação ano a ano -, a corretora enxerga novas fronteiras para a Vale, dado que o metal não figura dentre os principais na pauta de exportações, mas retém grande interesse da mineradora brasileira. "A demanda [por cobre] deve continuar crescendo, enquanto a oferta fica cada vez mais rara", concluem os analistas.

Marcadores:

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.