Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

terça-feira, março 31, 2009

Bom dia ADVFN - Novas revisões do PIB brasileiro não trazem boas notícias

Notícias em destaque

Agenda do investidor repleta de indicadores
O último dia de março será bastante movimentado caso os indicadores
internos e externos venham a influenciar nos índices. Dados sobre a
atividade industrial no Brasil, Nota de Política Fiscal e o vencimento do
contrato de dólar formarão a agenda doméstica. Nos Estados Unidos, dados
sobre a atividade industrial também serão divulgados, além da confiança do
consumidor e a trajetória dos preços das casas calculados por uma média
móvel trimestral no índice Case-Shiller Home Price.

Novas revisões do PIB brasileiro não trazem boas notícias
Foram lançadas no mercado novas previsões do Produto Interno Bruto (PIB) do
Brasil e infelizmente não trouxeram boas notícias. Fora o otimismo e a
despreocupação inicial do presidente Luiz Inácio Lula da Silva quanto às
projeções de 2009 e o impacto da crise econômica, que assola o mundo, no
crescimento do país, diversos economistas e órgãos estimam para baixo o
indicador a cada nova revisão feita. Desta vez, o Banco Mundial (Bird)
revisou para 0,5% o crescimento do Brasil ao longo de 2009. A Organização
para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) foi ainda mais
pessimista, ao divulgar hoje (31/03) em Paris que o país sofrerá uma
retração de 0,3% no ano. Segundo uma pesquisa realizada pela Serasa
Experian, 1.015 empresários do país acreditam num crescimento entre 1% a 2%
em média. Por último, Guido Mantega, ministro da Fazenda, evitou traçar
perspectivas de crescimento e se dará por satisfeito caso o Brasil tenha de
fato um crescimento positivo em 2009. E você, qual sua opinião sobre o
crescimento do Brasil em meio à crise mundial? Venha discutir conosco no
maior fórum sobre economia do país:
Leia mais...

Últimos resultados corporativos
Começando com o pé direito, a Companhia Providência divulgou uma alta de
677,5% em seu lucro líquido anual, ao somar R$ 40,28 milhões contra R$ 5,1
milhões acumulados em 2007. O resultado trimestral também teve uma alta
significativa, registrando R$ 19,02 milhões no quarto trimestre de 2008,
alta de 165,5% em relação ao mesmo período do ano retrasado. No mesmo
ritmo, a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) terminou 2008 com um novo
recorde em seu lucro líquido, somando R$ 5,8 bilhões, quase o dobro em
comparação com os resultados de 2007. Destaque para o último trimestre,
onde a companhia teve um resultado sete vezes maior do que o ano retrasado,
ao somar R$ 3,9 bilhões em lucros líquidos. A MPX, setor de energia do
grupo EBX, controlado por Eike Batista, registrou em 2008 um lucro líquido
de R$ 204,1 milhões, contra R$ 104,1 milhões em 2007. A Globex Utilidades,
controladora da marca Ponto Frio, anunciou um lucro líquido de R$ 32
milhões, queda de 64,2% em relação a 2007 . Do outro lado do mundo, a
chinesa Chalco (Aluminum Corp of China), anunciou uma queda de 99,9% em seu
lucro líquido no acumulado de 2008, ao somar cerca de US$ 1,35 milhão.

Marcadores:

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.