Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

terça-feira, março 24, 2009

Bom dia ADVFN - Entenda a medida que animou mundialmente os mercados

Notícias em destaque

Agenda com pouca relevância para o investidor
Após um dia de grande euforia, os mercados irão andar por conta própria uma
vez que não há indicadores com relevância direta ao investidor de bolsa de
valores, tanto no cenário doméstico, quanto no externo. No Brasil, porém,
contaremos com a divulgação dos balanços trimestrais e anuais da CSN,
Nutriplant, Suzano Papel e Celulose e Wilson Sons. Além disto, será feita a
fixação do preço por ação (bookbuilding) da oferta secundária da Redecard.

Entenda a medida que animou mundialmente os mercados
Detalhes a respeito do plano para compra de ativos problemáticos nos
Estados Unidos foram o suficiente para animar todos os mercados ao redor do
planeta. No Brasil, o Índice Bovespa marcou uma expressiva alta de 5,89%,
seguido por uma queda de 0,79% do dólar comercial (R$2,24) e um recuo de
3,54% no risco-país (408 pontos). Nossos investidores não presenciavam um
dia como este desde janeiro de 2009. O objetivo do Tesouro norte-americano
é limpar das instituições financeiras seus ativos tóxicos e problemáticos
(popularmente chamados de títulos podres, pelo mercado), restabelecendo a
saúde financeira e descongelando parte do capital paralisado pela crise.
Isto será feito através do programa TARP (Troubled Assets Relief Program)
que conta com um aporte de US$ 100 bilhões pelo Tesouro dos Estados Unidos.
A estratégia está na utilização do montante em parceria com o setor
privado, onde, em conjunto, participarão de leilões para a compra dos
títulos. Isto irá definir um supos to valor a estes papéis, até então sem
valor real para o mercado, e possibilitará uma boa oportunidade de compra
(levando em consideração a relação entre retorno e risco) para os
investidores privados. Esta medida está sendo muito bem aceita entre a
maioria dos economistas e investidores e poderá movimentar cerca de US$ 500
bilhões num primeiro passo, com possibilidade de expansão para US$ 1
trilhão nos próximos meses. O único receio fica por conta de uma real
solução para o setor imobiliário, uma vez que esta medida limpa a sujeira
criada pela crise, porém pode não atacar a raiz do problema caso as
inadimplências continuem a criar novos títulos podres.

Últimos resultados corporativos em destaque
A Cia. Hering se demonstrou uma empresa relativamente blindada quanto a uma
desaceleração econômica, onde mesmo apresentando uma queda de 57,1% no
lucro líquido do último trimestre de 2008, somando R$ 9,3 milhões, no
resultado anual a empresa registrou um lucro líquido de R$ 37,7 milhões, ou
seja, uma alta de 101,8% em relação a 2007. A Brascan Residencial divulgou
uma queda de 38% em seu lucro anual, ao registrar a soma de R$ 117 milhões
em 2008. Segundo a empresa, a queda na comparação dos números foi
influenciada pelos novos padrões contábeis. A Perdigão, apesar de reportar
lucros no intervalo anual, teve seus resultados afetados pelos impactos
cambiais, entre outros motivos. No último trimestre, a Perdigão registrou
um prejuízo de R$ 20 milhões, onde no resultado anual, obteve um lucro
líquido de R$ 54 milhões, contra os R$ 321 milhões reportados em 2007
(queda de 83,17%).

Marcadores:

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.