Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

terça-feira, maio 13, 2008

Petrobras: após resultados, call de "compra" às ações e ADRs ganha reforço

Por: Nathália A. Terra Pereira
13/05/08 - 20h30
InfoMoney

SÃO PAULO - Divulgados ao mercado na noite da última segunda-feira (12), os resultados trimestrais da Petrobras surpreenderam positivamente o mercado, com destaque para o expressivo crescimento de 68% em seu lucro líquido frente aos três primeiros meses de 2007.

De acordo com os analistas consultados pela InfoMoney, o bom desempenho foi alcançado por meio da redução nas despesas operacionais, além do efeito positivo da menor apreciação cambial no período e dos altos preços de matérias-primas como nafta e querosene no mercado internacional.

"Alguns podem dizer que a qualidade dos resultados deve-se ao excessivo conservadorismo por parte das projeções dos analistas. Nós discordamos", afirma o Morgan Stanley. De fato, elogios à empresa foram consensuais nesta terça-feira, com a equipe do UBS Pactual prevendo trimestres ainda mais positivos à frente, com a iminência do reajuste no preço da gasolina e do diesel.

Se as perspectivas em relação à estatal brasileira são tomadas pelo otimismo, o mesmo pode-se dizer acerca das projeções para seus ativos no mercado, tanto para suas ações preferenciais quanto para seus ADRs (American Depositary Receipts), negociados na praça de Nova York.

Rótulos variam, mas consenso é de compra
Das onze corretoras ou bancos de investimentos consultados pela InfoMoney, todos partilham de recomendações positivas para os ativos da petrolífera, variando apenas o rótulo dado, desde "compra" até "overweight" e "outperform", que consiste na visão de que os papéis trilharão desempenho acima da média do mercado.

Os preços-alvo projetados para as ações e ADRs também não ficam para trás. Todas as instituições antevêem consideráveis upsides até dezembro deste ano, sendo o maior deles, o previsto pela Merrill Lynch, de expressivos 42,08%. A equipe aposta em uma aproximação das cotações entre as ações preferenciais e ordinárias da companhia.

"Os principais elementos positivos que favorecem os investimentos nos papéis da Petrobras são a trajetória de crescimento da capacidade de produção petrolífera brasileira e o potencial de descobertas de novos campos de petróleo na camada pré-sal", afirmam os analistas do Citi, se referindo à área da Bacia de Santos.

Marcadores:

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.