Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

quarta-feira, março 19, 2008

Fuja da alavancagem: Citi recomenda onde se deve e onde não se deve investir

Por: Juliana Pall Farias
19/03/08 - 14h35
InfoMoney

SÃO PAULO - Enquanto os mercados globais esbanjavam liquidez, muitas economias, empresas e investidores aproveitaram a facilidade de acesso ao capital para se alavancar.

Mas os desdobramentos da crise de crédito trouxeram uma brusca mudança de cenário, levando a equipe de estrategistas do Citigroup a avaliar, na atual conjuntura, onde se deve e onde não se deve aplicar.

De maneira geral, a recomendação é evitar a alavancagem. Seja em economias, em fundos, em empresas e até em investidores.

Emergentes e setores não-financeiros
Ainda que o mercado acionário não esteja imune às perdas oriundas da crise que toma conta das praças financeiras em âmbito global, a baixa alavancagem de determinadas companhias (fora do setor financeiro) e mercados emergentes ameniza estes impactos.

A resiliência destes às perdas não surpreende o banco de investimentos, que recomenda exposição acima da média tanto em companhias de baixa alavancagem quanto em mercados emergentes.

Em complemento aos emergentes, a instituição sugere maior posicionamento em outro mercado com governo e consumidores com baixa alavancagem: a Europa (excluindo o Reino Unido).

Acima e abaixo da média
Na opinião do Citi, é aconselhável fugir de empresas com consumidores alavancados, acionistas alavancados e modelo de negócios alavancado. Já que estão mais vulneráveis às fases cíclicas do quadro corporativo.

Entre os segmentos que despertam dúvida no Citi quanto à resistência a um cenário de desaceleração econômica global, estão Varejo, Semi-Condutores, Automotivo, entre outros.

Já que o conselho é evitar a alavancagem, o banco de investimentos recomenda alocação abaixo da média, obviamente, no setor mais alavancado do mercado - o fnanceiro.

Já exposição acima da média é recomendada nos segmentos de Materiais e Energia. Justificada por dois fatores primários: seus consumidores finais possuem baixa alavancagem e estão localizados, em sua maioria, em economias com baixa alavancagem.

Se quiser alavancagem, prefira títulos
Ainda que a recomendação primária do Citi seja fugir da alavancagem, para os investidores que querem tomar risco em ativos de instituições financeiras, é recomendada a procura por títulos, ao invés de ações.

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.