Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

quarta-feira, fevereiro 27, 2008

Petrobras: drivers não faltam para puxar ações, mas qual a melhor hora para "entrar"?

Por: Roberto Altenhofen Pires Pereira
27/02/08 - 20h16
InfoMoney

SÃO PAULO -A considerável performance dos papéis da Petrobras no ano passado e recuperação recente dos mesmos às perdas de janeiro colocam o investidor em posição duvidosa a respeito do que o futuro reserva para os papéis mais líquidos da bolsa brasileira, ainda mais com a proximidade da divulgação de seus resultados operacionais.

Se depender da visão dos analistas do banco de investimentos UBS, o futuro ainda reserva um ótimo potencial de ganhos aos acionistas, tendo em vista que, olhando-se para um horizonte mais dilatado de tempo, a instituição disse encontrar diversos drivers positivos para impulsionar a cotação dos títulos.

Dentre estes fatores esperados, grande parte se localiza nas expectativas em torno de novas jazidas que podem ser anunciadas, melhorias operacionais que prometem levar os dados produtivos da empresa a buscar novos patamares e ainda as possíveis informações a serem divulgadas ao mercado sobre as "reservas gigantes" anunciadas recentemente.

Diversos drivers
Para se ter uma idéia do impacto deste último quesito nas ações do grupo, vale lembrar da revisão de estimativas efetuada pela parceira da Petrobras na exploração de Tupi, a BG Group, no início de fevereiro. Em meio à notícia, os papéis da Petrobras subiram mais de 3% em dia negativo para a bolsa.

Além das pesquisas a respeito do potencial das novas reservas, grande parte dos analistas acreditam que o ciclo de descobertas da estatal está longe de seu final, e os dados operacionais da empresa tendem a melhorar gradativamente ao longo do ano.

Em 2007, a eficiência operacional da companhia deixou a desejar em alguns pontos, penalizada pelas diversas paradas para manutenção de plataformas e unidades produtivas, mas a entrada em operação de novas unidades coloca as perspectivas para 2008 em situação favorável.

Resultados podem abrir espaço para entrada
Para os investidores que querem "entrar" nas ações da empresa, os atuais patamares, valorizados com o recente ciclo positivo dos mercados podem ser desestimulantes, mas de acordo com a visão do UBS sobre os resultados trimestrais a serem reportados no próximo dia 3 de março, pode-se abrir uma boa oportunidade para a compra.

Na visão do banco, os dados do quarto trimestre devem ser "desapontadores" para o mercado, mas o principal foco ao desempenho dos ativos deve ser outro, fator que fundamenta a afirmação de que os resultados podem abrir um bom caminho para se adquirir os papéis.

O UBS reduziu suas projeções para os ganhos da Petrobras no quarto trimestre em 16%, para a casa de R$ 5,6 bilhões. Caso estas estimativas se concretizem, uma resposta negativa das ações da empresa no início da próxima semana pode representar uma ótima oportunidade para quem visa se beneficiar dos diversos "drivers" a que os ativos estão expostos em um prazo mais dilatado de tempo.

O banco suíço reiterou sua recomendação de compra aos ativos da estatal brasileira.

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.