Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

segunda-feira, maio 22, 2006

IGP – M apura inflação de 0,34% na segunda prévia de maio

Em abril, o índice registrou deflação de 0,50%.

Da Redação

São Paulo - O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) verificou alta de 0,34% na segunda medição de maio, influenciado pela elevação dos preços no atacado. Em mesmo período de abril, o índice calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) tinha registrado deflação de 0,50%.

O indicador, usado na correção de tarifas de energia e de boa parte dos aluguéis, soma 0,62% de incremento no acumulado do ano e apresenta 0,36% de queda nos últimos 12 meses.

Na segunda prévia deste mês, o Índice de Preços ao Atacado (IPA), que representa 60% do índice geral, subiu 0,38% após um recuo de 0,85% em período correspondente de abril. As principais altas de preços individuais no atacado foram da cana-de-açúcar, milho em grão, óleos combustíveis, fios e cabos de cobre isolados e querosene para motores.

Os produtos industriais aumentaram 0,48% e os produtos agrícolas subiram 0,04%, depois de registrarem decréscimo de 0,17% e 3,03%, nesta ordem, na segunda prévia do mês passado.

Dois dos três estágios de produção compreendidos pelo IPA registraram elevação de preços no período. A exceção ficou com os Bens Finais, que cederam 0,51%, ante uma baixa de 0,08% no segundo decêndio de abril, influenciados por combustíveis, cuja taxa partiu de 1,84% de alta para 1,80% de declínio.

Os Bens Intermediários na produção cresceram 0,85%, sucedendo uma retração de 0,27% apurada na segunda medição de abril. O principal destaque coube ao subgrupo combustíveis e lubrificantes para a produção, que subiu 1,45%, invertendo a direção registrada na segunda prévia do mês passado, quando caiu 0,71%.

O índice de Matérias-Primas Brutas verificou incremento de 0,70% no segundo decêndio de maio, após uma queda de 3,12% em igual período de abril. Influenciou nesse resultado o comportamento de itens agropecuários como milho em grão, soja em grão e aves.

No varejo, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que responde por 30% do indicador, registrou inflação positiva de 0,18% seguindo a alta de 0,13 por cento anterior.

Os maiores aumentos individuais de preços no varejo vieram de tomate, empregada doméstica, plano e seguro saúde, leite longa vida e aluguel residencial.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) teve alta de 0,53 por cento, depois de subir 0,16 por cento na leitura do mês passado. O índice referente a Materiais e Serviços aumentou 0,43% e o indicador que capta o custo da mão-de-obra subiu 0,65%.

O segundo decêndio do IGP-M compreende o intervalo entre os dias 21 do mês anterior e 10 do mês de referência.

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.