Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

domingo, abril 23, 2006

Impacto da auto-suficiência vai além da Petrobras, com benefícios para a economia

Por: Equipe InfoMoney
21/04/06 - 11h40
InfoMoney

SÃO PAULO - A obtenção da auto-suficiência na produção de petróleo não é um marco importante somente para a Petrobras, mas também para a economia brasileira como um todo, dada a elevada participação e importância estratégica do setor. Além de trazer benefícios diretos na balança comercial brasileira, a auto-suficiência permite uma melhora na percepção de risco da economia nacional.

Além do aspecto comercial, refletido principalmente no fato de que o setor passará a gerar um superávit de divisas para o Brasil, o elemento estratégico não pode ser relegado a segundo plano. Afinal, são poucas economias industrializadas que produzem mais petróleo do que consomem, o que representa um importante avanço para reduzir a vulnerabilidade da economia brasileira a choques externos.

Impacto nas contas externas
A auto-suficiência é fruto de um longo processo, que já vem rendendo benefícios ao país nos últimos anos. A balança comercial da Petrobras, por exemplo, vem mostrando avanços significativos, com a consistente redução do déficit da empresa, que, graças à auto-suficiência, deve ser revertido em superávit em 2006.

Em 2005, refletindo o aumento da produção interna, a estatal apresentou um déficit comercial em petróleo e derivados de apenas US$ 130 milhões. Vale lembrar que em 2004 o desequilíbrio comercial da maior empresa brasileira havia sido de US$ 3,2 bilhões. Isso significa que, na comparação com o ano anterior, a balança comercial brasileira registrou um impacto positivo de aproximadamente US$ 3,1 bilhões somente em função da Petrobras.

O maior fator responsável pelo melhor desempenho comercial da Petrobras em 2005 foi o aumento da produção doméstica de petróleo e LGN, que cresceu 13% no ano passado, para 1,684 milhão de barris dia. Este ritmo de crescimento superou o da produção total da estatal, já que a produção no exterior caiu em 2005.

Maior produção em 2006
O impacto na balança comercial em 2006 também deve ser significativo, uma vez que a empresa espera um salto na produção doméstica de petróleo e LGN este ano. Segundo estimativas da estatal, a produção média deverá ser de 1,91 milhão de barris por dia, o que representa um aumento previsto de 13,4% em relação a 2005.

Refletindo a auto-suficiência, a produção - contando principalmente com a entrada em atividade da plataforma P-50, com produção média de 180 mil barris diários - deve superar a demanda brasileira no setor, prevista entre 1,85 milhão e 1,9 milhão de barris diários.

Impacto estratégico
Além do impacto direto sobre a balança comercial, a auto-suficiência deve trazer benefícios para a economia também em relação à percepção dos investidores externos em relação ao país. Por muitos anos, a vulnerabilidade da economia brasileira a choques externos foi apontada como um dos principais entraves ao desenvolvimento.

Neste sentido, a auto-suficiência no setor petróleo é um importante fator, reduzindo a vulnerabilidade da economia a momentos, como o atual, quando os preços do petróleo se encontram em patamares recordes. Vale sempre lembrar que o primeiro choque do petróleo de 1973-74 foi um dos principais fatores por trás do final do "milagre econômico" do início da década de 70 do século passado.

Da mesma forma, a forte alta dos preços do petróleo no segundo choque da commodity em 1979, juntamente com seus impactos sobre a economia mundial, representaram um fator importante que levou à moratória da dívida externa no início da década de 80.

Uma menor vulnerabilidade a choques do petróleo, neste sentido, pode facilitar também o caminho do Brasil rumo ao investment grade, concedido pelas principais agências internacionais de classificação de risco.

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.