Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

quarta-feira, abril 12, 2006

Bolsa: em dia de vencimento de derivativos, todo cuidado é pouco, dizem analistas

Por: Equipe InfoMoney
12/04/06 - 09h20
InfoMoney

SÃO PAULO - Apesar de muitos analistas não acreditarem em uma reversão de tendência e ressaltarem que os fundamentos da economia brasileira se mantêm sólidos, assim como as perspectivas para o crescimento dos ganhos corporativos, o mercado vêm sofrendo forte influência externa e existe uma série de fatores que fortalecem a realização de lucros.

A escalada recorde dos preços do petróleo, os altos rendimentos oferecidos pelos Treasuries e fraco desempenho registrado pelas bolsas norte-americanas nos recentes pregões são os fatores preponderantes de tal percepção.

Em termos de fluxo estrangeiro e em dia de vencimento do índice Bovespa, os analistas da Ágora Senior ressaltam ainda que todo cuidado é pouco, em função do considerável aumento da volatilidade das negociações. O contrato futuro de Ibovespa opera em leve alta de 0,02% na BM&F.

Agenda e cenário corporativo
Nesta quarta-feira, os investidores vão iniciar suas negociações avaliando os resultados das primeiras prévias de abril do IPC-Fipe (Índice de Preços ao Consumidor - Fipe) e IGP-M (Índice Geral de Preços - Mercado), que reforçaram a percepção de que a inflação está sob controle. A FGV revelou a prévia de abril da sua sondagem industrial, com dados positivos sobre o setor.

Já na agenda econômica norte-americana, as atenções deverão se voltar para os números da Trade Balance de fevereiro e também para o resultado fiscal, ou Treasury Budget, de março - trata-se de uma medida dos gastos governamentais. As perspectivas apontam para uma redução do déficit comercial e aumento do déficit fiscal.

Na esfera corporativa, tem início nesta quarta-feira o período de reservas da oferta de ações da Randon Participações. Além disso, ainda em relação às ofertas em andamento, foi anunciado que o papel da Saraiva foi precificado em R$ 22 e o da Duratex em R$ 43,50.

Petróleo e mercados internacionais
Como nas recentes sessões, a evolução dos preços do petróleo também será bastante observada. No dia em que será publicado o relatório que aufere a evolução semanal do nível das reservas de petróleo dos EUA, o anúncio de que o Irã enriqueceu urânio deve seguir influenciando as cotações do produto, que iniciaram o dia praticamente estáveis em Londres e Nova York.

O desempenho das taxas de juros de médio e longo prazo dos Estados Unidos deve ser bastante observado, assim como o dos mercados internacionais. Neste contexto, as bolsas européias e as asiáticas registram um fraco desempenho. Já os contratos de índices futuros dos Estados Unidos apontam para uma abertura em leve alta de Wall Street.

Mercado de câmbio
No mercado de câmbio, como verificado nos últimos dias, as preocupações com o aumento dos preços do petróleo e juros nos EUA, além das intervenções do BC, devem continuar trazendo volatilidade às negociações. No entanto, o forte fluxo de capital tende a seguir impedindo valorizações mais expressivas do dólar. Os contratos futuros de dólar operam em baixa de 0,39% na BM&F.

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.