Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

quinta-feira, abril 27, 2006

Ata do Copom revelou maior cautela com a flexibilização da política monetária

Por: Camila Schoti
27/04/06 - 09h45
InfoMoney

SÃO PAULO - O Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) divulgou nesta quinta-feira, dia 27 de abril, a ata da reunião realizada nos dias 18 e 19 de abril, quando a autoridade monetária reduziu a taxa básica de juro brasileira, a Selic, em 75 pontos base, para 15,75% ao ano.

Em um tom mais conservador, o comitê revelou que acredita que os cortes implementados na Selic desde setembro de 2005 ainda não se refletiram completamente sobre os preços e, em função das conquistas já obtidas no combate à inflação, o colegiado revelou que poderá haver a necessidade da condução da política monetária com maior cautela.

Adicionalmente, o comitê evidenciou que as incertezas em torno dos mecanismos de transmissão de política monetária e da menor distância entre a taxa básica de juros corrente e aquelas que devem vigorar no médio prazo poderão demandar que o processo de "flexibilização adicional da política monetária seja conduzida com maior parcimônia".

Corte nos juros não se materializaram por completo
A autoridade monetária completa ainda que a maior cautela na condução da política monetária torna-se ainda mais importante à medida que se leva em consideração que suas próximas decisões deverão ter impactos mais concentrados no próximo ano.

Outro ponto importante destacado pelo comitê é que, a despeito da redução de 325 pontos base na Selic desde o início do ciclo de flexibilização da política monetária, parte dos efeitos da redução dos juros ainda não se refletiu na atividade econômica, bem como os efeitos da retomada da atividade sobre a inflação, que ainda não tiveram tempo de se concretizar.

Não obstante a postura mais conservadora da ata, o comitê manteve a percepção de que o cenário externo permanece favorável, apesar das incertezas acerca das taxas de juros nas principais economias, dos preços do petróleo terem atingido níveis historicamente elevados e da possibilidade dos fatores pontuais favoráveis à inflação de curto prazo apresentarem reversão no futuro.

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.