Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

quarta-feira, abril 26, 2006

ABnote capta R$ 552,5 milhões

Altamiro Silva Júnior
26/04/2006

A American Banknote (ABnote), que imprime cartões de crédito, cheques e documentos, concluiu ontem à noite a venda de 28,3 milhões de ações ordinárias (ON). Os papéis saíram a R$ 17,00, no teto da faixa de preços estipulada pelos bancos coordenadores da operação, de R$ 13,50 a R$ 17,00. Incluindo a venda do lote extra, a operação rendeu R$ 552,5 milhões e recebeu o registro definitivo da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) ontem.

A ABnote estréia na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) amanhã. No convite à imprensa, os executivos já avisaram que não darão entrevistas, por causa do "quiet period" (período de silêncio previsto na Instrução 400 da CVM).

Os R$ 552,5 milhões captados não vão para o caixa da empresa. O dinheiro vai para os dois acionistas vendedores: ABN Equities, fundo de private equity do ABN Amro, que vendeu 20,1 milhões de papéis, e o Banco Alvorada, que pertence ao Bradesco e vendeu 7,6 milhões de ações. A operação foi coordenada por dois bancos suíços, o UBS e o Credit Suisse.

A ABnote, com sede no Rio, imprime e emite cartões de crédito e débito. No ano passado, foram 494,2 milhões de plásticos. Além disso, ela também é responsável pela impressão de talões de cheques e outros documentos, como carteiras de habilitação. No ano passado, foram 7,1 milhões destas carteiras. Segundo o prospecto preliminar da operação, entre os anos de 2001 e 2005, as receitas da empresa tiveram crescimento médio de 10,7%. Já o lucro líquido subiu 28,8% no mesmo período.

Na segunda-feira, a CSU CardSystem, outra empresa do setor de cartões estréia na bolsa. Ela vai listar as ações no Novo Mercado.

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.