Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

terça-feira, março 28, 2006

CSN NÃO DEVE SER VENDIDA NO CURTO PRAZO, DIZ MERRILL LYNCH

AE, São Paulo, 28 - A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) não deve ser vendida no curto prazo, embora, em meio ao processo de consolidação mundial da siderurgia, seja o principal alvo de aquisição entre as empresas brasileiras, afirma o banco de investimentos Merrill Lynch em relatório divulgado hoje. Os analistas Marcelo Aguiar e Marcos Assumpção dizem que a família Steinbruch, detentora de 43% do capital total da CSN, pediria prêmio significativo em relação ao atual preço de mercado. Os especialistas entendem também que as incertezas quanto ao potencial de fusão e aquisição da companhia devem ser vistas pelos investidores como "opção de compra". A recomendação para o ADR da CSN é compra e o preço-alvo, em doze meses, US$ 30,00. Há instantes, o ADR subia 2,03% para US$ 30,66.

Em relação ao balanço financeiro divulgado hoje pela CSN, o Merrill Lynch afirma que o Ebitda de R$ 1,005 bilhão no quarto trimestre, 21% acima do projetado pelo banco, surpreendeu. O lucro por ação, de R$ 1,36, também superou a estimativa do Merrill, de R$ 1,02. "A principal razão para explicar lucro líquido acima do esperado é o forte resultado operacional."
(Patrícia Fortunato)

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.