Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

terça-feira, fevereiro 14, 2006

Diversificação: reduza o risco de seus investimentos sem perder rentabilidade

Equipe InfoMoney, 13/02/06

SÃO PAULO - Um conceito básico no mercado financeiro, usado desde a análise de fundos de investimento até a composição de carteiras de ações, é o de diversificação. Por diversificação, podemos considerar a técnica que permite reduzir riscos através da alocação de investimentos entre vários instrumentos, setores ou outras categorias.

A diversificação pode ser uma importante ferramenta para maximizar o retorno de uma carteira correndo um risco menor. Embora não seja suficiente para garantir a não ocorrência de perdas, investir em ativos que reagem de forma diferente ao mesmo evento certamente pode reduzir de forma significativa o risco ao investir.

Tipos de riscos
De forma geral, os riscos podem ser divididos em duas categorias: não diversificáveis, ou risco de mercado, e diversificáveis. O risco não diversificável, como o próprio nome indica, se refere a riscos que praticamente todos os ativos são sujeitos. Variáveis como inflação, juros, taxa de câmbio, instabilidade política ou guerras afetam a todos. O investidor deve entender que irá correr este risco ao aplicar seus recursos.

Já os riscos diversificáveis são específicos para uma empresa, setor, mercado, economia ou país e, portanto, podem ser reduzidos através da diversificação. Neste caso, vale a pena lembrar do ditado que diz para não colocar todos os ovos em uma cesta só - esta é uma redução de risco diversificável.

Porque diversificar
O princípio básico da diversificação é escolher ativos que reajam de forma diferente a certas circunstâncias. Mesmo que a bolsa apresente no longo prazo um melhor desempenho, o investidor deve montar sua carteira de investimentos contando também com aplicações de renda fixa, que reduzem o risco a que está sujeito seu dinheiro.

Também considerando uma alocação mais ampla de recursos, a diversificação é fundamental. Mesmo que conheça de perto o setor, não seria uma decisão sábia para o dono de uma agência de viagens investir todo o seu dinheiro em ações de empresas aéreas ou títulos de dívida privada de uma fabricante de aviões. Alguém se recorda de 11 de setembro de 2001?

O investidor deve considerar ativos que tenham baixa correlação entre si. Caso isso ocorra, o caminho para uma estratégia eficiente de diversificação está traçado. Quanto menor a correlação, melhor do ponto de vista de risco para o investidor.

Importância nos diferentes mercados
Embora diversificar seja importante em praticamente todos os mercados, sua importância aumenta em alguns segmentos. Enquanto o mercado de renda fixa tem uma influência maior de riscos não-diversificáveis, no mercado de ações a diversificação ganha mais importância.

Além de ser mais arriscado do que a renda fixa, o mercado de ações é mais sujeito a riscos diversificáveis. Enquanto manter apenas uma ação em carteira pode tornar sua estratégia muito arriscada, sujeita a qualquer fator que afete esta empresa, montar uma carteira diversificada de várias ações pode reduzir o risco de forma significativa.

Diversifique entre vários ativos
Mais do que diversificar em mercados específicos, é importante estabelecer uma estratégia global - lembre-se do dono da agência de viagens. Se um aumento nos juros pode afetar negativamente o mercado de ações, quem estava investido também em fundos DI poderá compensar suas perdas nesta aplicação.

Embora a diversificação não elimine a possibilidade de perder dinheiro investindo, uma estratégia consistente pode melhorar de forma significativa a relação entre risco e retorno. Assim, pode ser possível reduzir o risco sem ter que perder rentabilidade.

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.