Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

terça-feira, fevereiro 07, 2006

CENÁRIO 1: VIVO SOBE E SUSTENTA TELEMAR; BOLSA CAI COM FLUXO DE VENDA

(AE)

São Paulo, 07 - Como esperado, o anúncio da oferta do Sonae pela Portugal Telecom fez disparar as ações do Grupo Vivo
e é, disparado, o assunto mais comentado - e especulado - nas mesas de operações hoje.

As demais teles, em especial Telemar, se beneficiam do movimento, em um dia ruim para a Bolsa como um todo. Após
andar próximo à estabilidade no início dos negócios, o Ibovespa ampliou a queda pouco antes da abertura em Nova York e
há pouco recuava 1,85%, para 36.629,0 pontos. O volume de R$ 1,23 bilhão, com projeção de R$ 2,03 bilhões para o
fechamento, indica o fluxo de venda é forte e se trata mais do que uma simples realização de lucros.

A perspectiva de mudanças na joint venture entre Telefónica e a empresa portuguesa impulsiona, em especial, os papéis
ON das empresas que compõem a Vivo. Tele Sudeste ON estava entre as maiores valorizações do mercado, de 15,42%,
seguido por Tele Leste Cel ON (+14,94%), Telesp Celular ON (+11,90%, com 64 negócios), CRT ON (+10,49%) e TCO ON
(+6,18%, após 81 transações).

Entre os papéis que compõem o Ibovespa, Telesp Celular PN sobe 2,46%. Tele Leste Cel PN, aparece em seguida, com
valorização de 2,43%, e TCO PN, +1,79%.

Segundo um operador, entre os rumores que circulam com força no mercado está a possibilidade de que, caso a oferta seja
aceita, o processo de reestruturação deságüe em troca de controle da Vivo. Ao final do processo, Telesp fixa, cuja ação PN
cai 1,14% hoje, poderia vir a incorporar todo o Grupo. Essa transação já era prevista caso a oferta partisse da Telefónica,
que hoje tem participação de cerca de 10% na PT. Esse cenário, que deixaria a Vivo com uma estrutura semelhante à da
Telemar, é um dos fatores que impulsionam os papéis da operadora hoje. Há pouco, Telemar ON subia 1,36%, a ação PN
0,55% e TMAR PNA, +1,41%.

A Standard & Poors colocou o rating de crédito corporativo de longo prazo e o rating de crédito corporativo de curto prazo
da Portugal Telecom em revisão com implicações negativas. Entre outros fatores, como o aumento da dívida da PT, o
analista Leandro de Torres Zabala destaca que não está claro quais os próximos passos poderão ser dados pela France
Telecom. A empresa negou envolvimento na operação.

O entendimento do mercado é de que o grupo varejista português teria condições de arcar com a oferta com posições de
endividamento que, se não são as mais confortáveis, seriam pelo menos “aceitáveis” em um primeiro momento. A compra
daria à Sonae, que atua no setor de telecomunicações por meio de sua subsidiária Sonaecom SGPS, a liderança do
mercado português. A France Telecom possui 23,7% da Sonaecom.

Petro e Vale - O Ibovespa é puxado para baixo em razão do comportamento das blue chips, que operam em forte queda
hoje. Petrobras PN cai 3,22%, com R$ 139,1 milhões em negócios, acompanhando as quedas do petróleo no mercado
internacional. Vale PNA, por sua vez, opera em queda de 2,39%. Um operador observa que, no pregão de hoje, ao contrário
de outros em que o índice recuava, quase não há estrangeiros na ponta de compra.

As ações de siderúrgicas também são alvo do movimento de vendas (CSN ON -4,01%, Usiminas PNA -3,59%, Met Gerdau
PN -3,54% e Arcelor BR ON -2,25%). Braskem PNA também aparecia entre as maiores quedas do Ibovespa, com 2,79%,
na véspera da divulgação do balanço. Light ON liderava as quedas do índice (-5,14%).

Indústria - Os dados de produção industrial do IBGE também são apontados como justificativa para a queda de hoje,
embora com menor peso. A produção brasileira cresceu 2,3% em dezembro na comparação com novembro e 3,2% ante
dezembro de 2004, segundo dados divulgados há pouco do IBGE. O dado comparativo com novembro ficou dentro das
expectativas dos analistas, que variavam entre 0,90% a 3,4%, e acima da mediana, de 1,10%.

O aumento de 17,6% na produção de bens duráveis em dezembro ante novembro foi puxada por veículos automotores,
celulares, e eletrodomésticos da linha marrom (TV, rádio e som).
(Vinícius Pinheiro)

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.