Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

quinta-feira, fevereiro 09, 2006

CENÁRIO 1: BOLSA SOBE PUXADA POR NY; EMBRATEL E NET REAGEM A ACORDO

São Paulo, 09 - Depois de dois pregões de realizações, a Bovespa voltou a registrar alta nesta quinta-feira, impulsionada pelo clima positivo das bolsas norte-americanas. Segundo operadores, alguns papéis como Petrobras iniciaram o dia em baixa, mas a subida dos ADRs após a abertura de NY acabou fazendo as ações virarem por aqui. Há pouco, o Ibovespa subia 0,90%, para 36.827 pontos, e giro de R$ 830 milhões, projetando movimento de cerca de R$ 2 bilhões no final do dia.

Cesp PN (+5,86%), pelo quarto pregão seguido, lidera os ganhos do Ibovespa. A razão continua sendo a mesma: a expectativa de reestruturação do capital da empresa após a privatização da Transmissão Paulista. Os papéis da Cteep sobem 0,29%. A editora-assistente Aline Cury Zampieri apurou ontem que a Aneel deve analisar o processo de revisão tarifária da Cteep em reunião de diretoria no dia 20 deste mês. Na mesma reunião serão definidas as condições para a privatização da empresa, que servirão de base para a formulação do edital de venda da empresa. A venda da Cteep é tida como crucial para a resolução dos problemas financeiros da Cesp, já que parte dos recursos será usada para esse fim.

Embratel PN (+3,11%) e NET PN (+3,60%) reagem positivamente ao detalhamento do acordo entre as duas empresas para fornecer serviço de telefonia via cabo, divulgado ontem à noite. Conforme apurou a repórter Graziella Valenti (veja nota às 12h26), o comunicado sinaliza mudanças significativas no modelo de negócios e na parceria entre as empresas em relação às informações fornecidas em novembro passado. A Net venderá o serviço e compartilhará a receita com a Embratel, que ficará responsável por novos investimentos, caso necessário, e pelo provimento dos "insumos de telecomunicações".

Outros dois papéis do Ibovespa que operam em alta hoje são Comgás PNA
(+1,96%) e Sadia PN (+3,31%). O balanço da
BG Group, controladora da Comgás, divulgado hoje mostra que a receita da distribuidora brasileira cresceu 34% em 2005, para 532 milhões de libras (R$ 2,033 bilhões). O lucro operacional aumentou 53%, para 147 milhões de libras.

Já Sadia sobe com a notícia sobre um foco de febre aftosa na Argentina. Na avaliação de operadores, o fato pode colaborar para uma recuperação das vendas de carne por aqui. Perdigão PN também reage e avança 3,29%.

Fora do Ibovespa, os destaques ficam com a Cosan ON (3,92%) e com as novatas Vivax Unit (+3,28%) e Copasa ON (+1,42%). Tanto Vivax como Copasa continuam mostrando bom volume hoje, de R$ 26,5 milhões e R$ 11 milhões, respectivamente. Mas, assim como ontem, a alta dos papéis não chega a ser empolgante, ficando em linha com o comportamento do mercado.

A empresa de açúcar e álcool anunciou no fim da tarde de ontem a compra da Açucareira Corona, controladora das usinas Bonfim e Tamoio, no interior de São Paulo, por R$ 398,6 milhões. As usinas têm capacidade de moagem anual de 6 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, além de 6.000 alqueires de terras. Segundo a Cosan, o negócio será pago predominantemente com recursos da oferta de ações realizada no ano passado. Há pouco, a Agência Dow Jones informou que a Cosan reabrirá uma emissão de bônus perpétuos para captar mais US$ 150 milhões. A empresa havia captado US$ 300 milhões recentemente.

Entre as mais negociadas, Petrobras PN lidera com R$ 116 milhões. A petrolífera iniciou o dia em baixa, chegou a subir quase 2% após a abertura de Nova York, mas agora registra uma alta mais modesta, de 0,92%.

A estatal recebeu hoje uma multa do Ibama de R$ 213,2 milhões por ter perfurado 101 poços na Bacia de Campos sem autorização prévia. Ainda segundo o órgão ambiental, a empresa teria continuado com as atividades no local por 4.264 dias, mesmo sem autorização. A multa aplicada se refere a uma diária de R$ 50 mil por poço perfurado. A Petrobras terá prazo de dez dias, a contar do momento em que for notificada, para efetuar o pagamento ou apresentar recurso administrativo.

Vale do Rio Doce PNA sobe 1,12% com giro de R$ 59,5 milhões. A mineradora anunciou ontem à noite a venda de sua participação de 49% no capital da Nova Era Silicon (NES), empresa produtora de ferro silício de Minas Gerais, para a JFE Steel Corporation por US$ 14 milhões. Segundo a empresa, a transação está sujeita a diversas condições precedentes. A Vale afirma que o desinvestimento da NES é consistente com sua diretriz estratégica para o negócio de manganês, concentrando seus esforços na produção do minério e de ligas de manganês em operações que detenha participação majoritária.

Mercado - A alta da bolsa em NY (Dow Jones sobe 0,51% e Nasdaq avança
0,42%) reflete a expectativa em torno do leilão primário de bônus de 30 anos do Tesouro dos EUA. É esperada uma demanda robusta de estrangeiros pelos US$ 14 bilhões de papéis que serão ofertados pela primeira vez em cinco anos.

Por aqui, o mercado assimila o IPCA de janeiro, que atingiu 0,59%, um pouco acima da mediana de 0,56% apurada entre as estimativas colhidas pelo AE-Projeções. Segundo operadores, depois da pressão vendedora dos últimos dias, hoje observa-se entrada de estrangeiros no mercado. Porém, o que está ditando a alta do mercado local é o avanço do mercado norte-americano, em especial, dos ADRs brasileiros. (Téo Takar)

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.