Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

quarta-feira, dezembro 28, 2005

Participação dos investidores estrangeiros supera 75% nas ofertas de ações de 2005

Por: Equipe InfoMoney
27/12/05 - 10h30
InfoMoney

SÃO PAULO - Um dos fatores impulsionando o mercado acionário brasileiro em 2005 foi a significativa participação dos investidores estrangeiros. Além de atingirem uma participação recorde de quase 33% das transações realizadas na Bovespa, o fluxo positivo destes investidores deve superar R$ 500 milhões no acumulado do ano.

O mesmo quadro foi registrado nas novas ofertas de ações. Considerando as 17 ofertas públicas realizadas em 2005, a participação média dos investidores externos ficou em cerca de 76%, ou seja, do total de recursos levantados nestas transações, pouco mais que três quartos vieram de investidores não domiciliados no Brasil.

Participação decisiva na maioria das ofertas
Considerando somente estas ofertas públicas, o total de recursos estrangeiros direcionados para estas empresas superou R$ 8,2 bilhões, montante que deve subir ainda mais quando forem contabilizadas as recentes ofertas para a Tractebel e UOL, cujos dados finais serão divulgados apenas em janeiro.

Em apenas três das ofertas a proporção colocada junto ao investidor estrangeiro ficou abaixo de 65% do total da transação: as elétricas AES Tietê ON (64%) e Energias do Brasil (60,6%), além da produtora de maçãs Renar (5,3%). Por outro lado, ofertas como a da locadora de veículos Localiza tiveram quase 93% dos recursos investidos por estrangeiros.

A boa e a má notícia
O ponto positivo desta forte participação de investidores externos é a demonstração de que a percepção das empresas e do mercado brasileiro é favorável no exterior. Este significativo fluxo de capitais evidencia que muitos investidores fora do Brasil estão otimistas com as perspectivas de médio e longo prazo, participando como sócios de empresas brasileiras.

Por outro lado, o número evidencia também o reduzido porte do mercado brasileiro de capitais. Tanto o nível de poupança quanto o grau de diversificação do brasileiro continua baixo, o que acaba impedindo um desenvolvimento mais rápido do mercado brasileiro de capitais

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.